COMPORTAMENTO

#loveWins: PASSISTA TRANS MARCELLY MORENA FALA SOBRE O DIA DOS NAMORADOS E SEU ROMANCE COM CHRISTIAN PRATA

img-20180612-wa00101250511997.jpg
Créditos – Foto: MF Press Global

Para o amor não existem fronteiras, barreiras ou impossíveis. O Dia dos Namorados é uma data para ser apreciada com quem a gente gosta, celebrando o milagre e o dom de amar. Marcelly é passista da escola de Samba Grande Rio, cantora, e é uma mulher transsexual, e por esse motivo, naturalmente tem lidado desde sempre com a questão do preconceito. Contudo, nada disso a tem impedido de viver uma história de amor pra chamar de sua, e de encontrar o amor e partilhar e encontrar a sua felicidade.

Marcelly está há mais de 3 anos com Christian Prata, a quem ela chama de “principe”. Para ela, todo dia dos namorados é uma oportunidade de celebrar o amor.

“É difícil uma princesa ficar sem o seu príncipe, especialmente no Dia dos Namorados, que é uma data pra estar a dois. Eu e o meu príncipe nos conhecemos através de um amigo em comum, e no mesmo dia acabamos ficando; mas eu não tinha naquele momento intenção de um relacionamento sério, ainda mais porque ele era novo, tinha apenas 20 anos. Mas, dali em diante, nós começamos a nos apegar muito, e hoje temos 3 anos e 4 meses juntos, e não imaginamos viver um sem o outro mais. Vamos passar o dia dos namorados celebrando o nosso amor, que é maior que todo e qualquer preconceito.”

Marcelly conta que, por ser uma mulher trans, no início teve dificuldades com parentes e amigos do atual namorado, e até mesmo sofreu com uma intriga levantada por uma ex-namorada. Mas que o amor a fez superar tudo.

“Desde o início, sempre fiz questão de dizer que eu sou uma mulher trans. Nunca escondi. Até porque tenho muito orgulho do que sou, do meu corpo, da minha mentalidade. Ele sempre soube e nunca me rejeitou por isso, apesar do questionamento de amigos. Mas houve também resistência por parte de parentes no início, e até de uma ex-namorada, que espalhou boatos maldosos sobre a gente. Não foi fácil. Mas o amor venceu. Hoje ele se relaciona muito bem com minha familia, trabalha comigo, me acompanha em tudo. Só o meu pai que ele ainda não conseguiu ser mais próximo. Meu príncipe sonha em um dia ser mais íntimo do meu pai (risos). Quem sabe um dia”.

img-20180612-wa00091126910747.jpgHomens e mulheres trans, como o caso de Marcelly e Thammy Miranda, tem tido grande exposição na mídia, dada a grande novidade para grande parte da sociedade em encarar um relacionamento entre pessoas transgênero com outros homens ou mulheres que não são trans. Para Marcelly, as críticas sofridas no inicio não abalam em nada seu relacionamento: “meu príncipe sempre me tratou e considerou como mulher, que é o que sou. Sempre fui aceita e me aceitei por quem eu sou, independente do que diziam de mim. Somos felizes e seguiremos felizes, enquanto acreditarmos no amor que nos une acima do que os nossos olhos e ouvidos sugiram.”

“O amor está no ar. Independente de sexo, cor, raça ou opção sexual. O Dia dos Namorados é para todos”, conclui Marcelly.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s